domingo, 20 de novembro de 2011

Justificativa do Projeto



O projeto “A História através do Silêncio” foi idealizado utilizando-se da expressão corporal de forma lúdica e mágica permitindo que esse espetáculo estabeleça uma ponte entre os dois mundos de forma que os atores surdos pudessem se comunicar com o público em geral, independente de qualquer símbolo lingüístico, criando assim, um espetáculo que poderá ser compreendido por qualquer público mesmo que esses não dominem o português.

Esse projeto será uma oportunidade para a inserção social e cultural de pessoas da comunidade surda, que passam e passaram por diversos preconceitos em relação á sociedade. Tomaremos por base os valores da igualdade de tratamento e oportunidades, do respeito á dignidades e do bem estar.

Objetivamos desenvolver atividades que promovam auxílio à acessibilidade e incentivem a divulgação e o debate das questões concernentes à pessoa portadora de necessidades especiais na área da comunicação interpessoal, visando à conscientização da sociedade como um todo.

Assim, o sentido de desenvolver o projeto “A História através do Silêncio” é a existência de problemas concretos para os quais a união das pessoas é a solução mais eficaz para resolvê-los. Somando esforços, vontade e desejo de várias pessoas torna tudo mais fácil e possível de ser realizado.

O espetáculo “A História através do Silêncio”, no ponto de vista cultural trará uma visão diferenciada daquela apresentada pela história onde os relatos sempre são feitos por quem ganha, independente do mesmo ter razão ou não, motivados por isso criamos esse texto teatral onde será contado uma das partes mais tristes da história de Vitória da Conquista na visão do lado mais fraco (os índios) revelando uma faceta dos ditos “heróis” que envolve traição, ganância, e luta pelo poder. Queremos, assim, fomentar o pensamento, trazer discussões sobre o que é dito como verdade e trazer os diferentes pontos de vista sobre uma mesma história.

Durante as apresentações o público terá a oportunidade de tomar contato com o universo dos surdos através dos workshops que oportunizarão aos participantes aprenderem a Lingua de Sinais Brasileiras – Libras.

De acordo com a Lei 10.436, de 24 de abril de 2002, a Língua Brasileira de Sinais – Libras –  é reconhecida como meio legal de comunicação e expressão. Entende-se como Língua Brasileira de Sinais a forma de expressão, em que o sistema linguístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, constitui um sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil.

Compreende-se, assim, que a Libras deve ser inserida como primeira língua (ou língua materna) desde a infância, tendo como segunda a Língua Portuguesa escrita. Assim, a Lei acima mencionada assegura que “deve ser garantido, por parte do poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos, formas institucionalizadas de apoiar o uso e difusão da Língua Brasileira de Sinais - Libras como meio de comunicação objetiva e de utilização corrente das comunidades surdas do Brasil.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, sua idéia e se desejar seu contato.