segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Família acolhedora é apresentada à sociedade


 

Programa atenderá crianças em situação de risco social e pessoal que

 necessite  de acolhimento familiar






“Que nenhuma família comece em qualquer de repente, que nenhuma família termine por falta de amor”. Foi com esta mensagem presente na música “Oração da Família” do padre Zezinho e interpretada pela ex-educanda do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil/Peti, Daniela Alves, que a Prefeitura de Vitória da Conquista apresentou à sociedade, na manhã desta terça-feira, 22, o Programa Família Acolhedora.O evento reuniu conselheiros municipais da Assistência Social e representantes de diversas matrizes religiosas, das polícias Civil e Militar, do Poder Judiciário e dos órgãos que atuam na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes. Servidores que atuam nos programas sociais do Município também participaram do lançamento do Programa, cujo objetivo é garantir uma rede de proteção às crianças em situação de risco, a fim de proporcionar a elas a convivência familiar e comunitária.

Representando, na ocasião, o prefeito Guilherme Menezes e como presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente/Comdica, a secretária de Desenvolvimento Social, Nádia Márcia Campos, destacou o empenho da Prefeitura no sentido de fortalecer a rede de acolhimento do público infanto-juvenil no município. “Para nós é muito importante a implantação desse Programa, porque ele vai completar essa rede de acolhimento. Conquista já faz o acolhimento da criança e do adolescente desde 97, mas a cidade tem crescido muito. Então, precisávamos dar um acolhimento mais especializado e menos institucional para crianças de 0 a 6 anos, e a melhor forma é através da Família Acolhedora”.

O juiz da Vara da Infância e da Juventude de Vitória da Conquista, Juvino Henrique de Souza Brito, afirmou: “Nós temos situações inúmeras de crianças e adolescentes em situação vulnerabilidade que não conseguem um encaixe na família extensa e precisam realmente que tenha para eles um encaminhamento de forma segura prevista pelo ECA, que é a adoção ou a guarda bem estruturada”.

Segundo o promotor público da Infância e Adolescência, Marcos Coelho, “esse Programa vai permitir à Justiça e também a todos os órgãos que trabalham na rede da infância atuarem com mais segurança, sem precipitação, com calma. A criança vai estar acolhida por uma família preparada para isso, o que vai nos permitir formar uma nova cultura, uma nova política de assistência à criança e ao adolescente, no sentido de trabalharmos com prioridades”.

A presidente do Conselho Tutelar, Patrícia Galvão, também recebeu com felicidade a implantação do Programa em Conquista. “É de fundamental importância para toda a comunidade conquistense ter o Família Acolhedora, porque a cidade necessitava. As famílias agora vão poder estar mais ativas nesse processo. É muito importante esse vínculo familiar. Vai melhorar muito para a criança ser acolhida numa família”.

Finalizando o encontro, a secretária Nádia Márcia Campos fez um convite: “Queremos convidar à sociedade de Vitória da Conquista para que venham ser nossos parceiros”.

Clique aqui e confira os critérios para participar do Programa Família Acolhedora.
PBF - Vitória da Conquista/BA - Interior
Telefone:77 3422-6100

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, sua idéia e se desejar seu contato.