quarta-feira, 8 de junho de 2011

Vez da Voz

Vez da Voz

Outro site muito interessante, acho que esse todos conhecem, se não conhece, vale a pena conhecer!!!!!

Jornal Visual « TV Brasil

Jornal Visual « TV Brasil

Muito Legal!!!!! Vamos conferir?

Inep - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

Inep - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Legislação e Documentos

(Informações sobre Enem 2011)

GES Grupo de Estudos Surdos

GES Grupo de Estudos Surdos

Escola para Crianças Surdas Rio Branco

Escola para Crianças Surdas Rio Branco

Vale a pena conferir!!!!!!

Vamos entender o que é BPC?

Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC-LOAS ao idoso e à pessoa com deficiência


O Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social – BPC-LOAS, é um benefício da assistência social, integrante do Sistema Único da Assistência Social – SUAS, pago pelo Governo Federal, cuja a operacionaliização do reconhecimento do direito é do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS e assegurado por lei, que permite o acesso de idosos e pessoas com deficiência às condições mínimas de uma vida digna.

QUEM TEM DIREITO AO BPC-LOAS:

- Pessoa Idosa - IDOSO: deverá comprovar que possui 65 anos de idade ou mais, que não recebe nenhum benefício previdenciário, ou de outro regime de previdência e que a renda mensal familiar per capita seja inferior a ¼ do salário mínimo vigente.

- Pessoa com Deficiência - PcD: deverá comprovar que a renda mensal do grupo familiar per capita seja inferior a ¼ do salário mínimo, deverá também ser avaliado se a sua deficiência o incapacita para a vida independente e para o trabalho, e esta avaliação é realizada pelo Serviço Social e pela Pericia Médica do INSS.

Para cálculo da renda familiar é considerado o número de pessoas que vivem na mesma casa: assim entendido: o requerente, cônjuge, companheiro(a), o filho não emancipado de qualquer condição, menor de 21 anos ou inválido, pais, e irmãos não emancipados, menores de 21 anos e inválidos. O enteado e menor tutelado equiparam-se a filho mediante a comprovação de dependência econômica e desde que não possua bens suficientes para o próprio sustento e educação.


O benefício assistencial pode ser pago a mais de um membro da família desde que comprovadas todas a condições exigidas. Nesse caso, o valor do benefício concedido anteriormente será incluído no cálculo da renda familiar.

O benefício deixará de ser pago quando houver superação das condições que deram origem a concessão do benefício ou pelo falecimento do beneficiário. O benefício assistencial é intransferível e, portanto, não gera pensão aos dependentes

Comissão Permanente de Interesses Educacionais - COPEE

O Centro de Promoção à Inclusão Social de Pessoas Surdas - CINEC, cria no dia 05 de junho de 2011, a Comissão Permanente de Interesses Educacionais - COPEE.

Das Finalidades

- Auxiliar as Instituições envolvidas em trabalhos com pessoas surdas;

- Promover palestras, conferências, cursos de capacitação e outras atividades necessárias para o desenvolvimento da educação e dos educandos surdos;

- Representar os reais interesses da Comunidade Surda;

- Integrar a Comunidade Surda para refletirem sobre a política educacional vigente, visando sempre a realidade dessa Comunidade.


Objetivo


Essa Comissão tem como objetivo reunir esforços para auxiliar direta e indiretamente a educação e formação do educando surdo, para alavancar, qualitativa e quantitativamente e assim, funcionar como importante ferramenta de apoio aos projetos educacionais.